Fotografamos para lembrar ou para sermos lembrados? | Fabio Seixo